(73) 3613-0744
aacep@aacep.com.br

A História da AACEP

No dia 5 de maio de 1992, um grupo de ceplaqueanos, todos já aposentados e a assistente social Ana Flávia, reuniu-se no auditório da Loja Maçônica Areópago Itabunense para discutir a criação de uma entidade de representação dos servidores aposentados da Ceplac – Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira.


A iniciativa surgiu da necessidade de haver uma instituição que agregasse os interesses comuns dos seus associados e também servisse para promover encontros e a interação de idéias, bem como trazer benefícios para aqueles que aderissem ao movimento.

Partindo desses princípios, foi criada oficialmente naquele dia em Itabuna, a AACEP – Associação dos Aposentados da Ceplac, uma entidade sem fins lucrativos, que passaria a ser regida por um Estatuto e disposições aplicáveis.

A entidade começou com cerca de 100 integrantes. A primeira diretoria teve como presidente Aristoteles Bispo dos Santos Filho, que participou da comissão organizadora da Associação. Como vice-presidente, Oldemir Marques de Oliveira, 1ª secretária, Mary Kalid; 2ª secretária, Marinalva Midlej Silva; 1° tesoureiro, Manoel Sisnando de Souza Gomes, e 2° tesoureiro, Bernardo Miguel de Souza.

Os dois anos dessa diretoria foram dedicados à estruturação jurídico-institucional da Associação, para que ela pudesse existir legalmente e assim, representar de fato e de direito os seus associados. Sem recursos para administrar a AACEP, Aristoteles Bispo contava apenas com as doações de alguns associados fundadores.

A gestão seguinte, do presidente Alberto Estaine de Menezes Etinger, foi marcada pela concessão de personalidade jurídica e constituição efetiva do quadro social da Associação, com cobrança de mensalidades. Nessa época, a entidade teve sua primeira sede, na rua Rui Barbosa. Alberto Estaine faleceu durante o mandato e foi substituído pelo vice-presidente, Frederico Marcelo Kruschewsky de Almeida.

A terceira diretoria foi presidida por Oldemir Marques de Oliveira, que obteve as primeiras vitórias judiciais de ganho e de direitos em prol dos associados. Lyson Borges o sucedeu e presidiu a AACEP nos seis anos seguintes.

Além de dar continuidade ao trabalho iniciado por Oldemir, Lyson projetou a Associação junto às demais representações de funcionários da Ceplac e lutou pelo enquadramento de todo o pessoal no Plano de Cargos e Carreiras (PCC). Em 2004, Frederico Marcelo Kruschewsky de Almeida foi eleito presidente e sua gestão se destaca pela busca de direitos junto ao Governo Federal e a implantação da carteira de identificação do aposentado.

Em 2006, a AACEP voltou a ser presidida por Aristoteles Bispo dos Santos Filho, que para ampliar os benefícios dos associados, tem intensificado a busca de parcerias com instituições regionais. Agora que a Associação adquiriu a sede própria, o objetivo do presidente é ampliar os projetos para dinamizar o atendimento aos associados, especialmente os relacionados à saúde, educação e lazer.

A cada dia, a AACEP tem se consolidado como uma entidade que trabalha pelos direitos do trabalhador. Para que essa luta se fortaleça ainda mais, é preciso que todo ceplaqueano aposentado esteja vinculado à Associação. Somando forças em benefício de seus próprios interesses, o resultado será a conquista dos interesses de todo o grupo.